Áudios

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Possível cancelamento do Samu preocupa município

GOVERNO FEDERAL
Anúncio de corte nas verbas anunciadas pelo Ministro da Saúde deixaria o serviço impraticável em Livramento

A secretária municipal de Saúde, Natália Steinbrenner, declarou nesta segunda-feira (16), durante entrevista, que é preocupante a informação extra-oficial de que o Governo Federal pretende cortar a partir de agosto verbas aos programas Farmácia Popular do Brasil e Samu-Salvar. "Sem a verba Federal seria uma verdadeira tragédia, pois o Município não teria como suportar sozinho o serviço", disse a secretária de Sant'Ana do Livramento.
Somente no que diz respeitos ao Samu, Natália destacou que o município deixaria de receber cerca de R$ 300 mil, tendo em vista que o Governo Federal repassa cerca de R$ 14 mil e o Governo do Estado outros cerca de R$ 10 mil, mensalmente. 
Já com relação a Farmácia Popular, a Secretária teme por uma grande procura da população á farmácia municipal, que também não suportaria a demanda, que hoje é suprida pelo referido programa federal.
Prenúncio 
As verbas da Saúde destinadas ao programa Farmácia Popular e ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) só vão durar até agosto. A informação foi divulgada pelo ministro da Saúde em exercício, Agenor Álvares da Silva, ao jornal “Estado de S. Paulo’’.
Segundo o ministro, a dificuldade de pagamento se deve à redução de R$ 5,5 bilhões no orçamento previsto para o Ministério da Saúde este ano. 

Nenhum comentário: